ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ação mobiliza beneficiários do BPC para recadastramento em Lauro de Freitas


Mais de mil e quinhentos idosos e pessoas com deficiência são esperados para atendimento nas tendas da Ação de Cidadania para a Pessoa Idosa que serão montadas no Colégio Eurides Santana, na Itinga, em Lauro de Freitas, no próximo sábado (21). O intuito é realizar o agendamento para a atualização do Cadastro Único que garantirá a continuidade do recebimento do BPC (Benefício Assistencial ao Idoso e a Pessoa com Deficiência).

Serão oferecidos ainda serviços de saúde como aferição de pressão arterial e índice glicêmico, atendimento jurídico, defesa do consumidor, confecção e entrega de carteira do idoso, cartão de estacionamento e passe municipal além de apresentações culturais e artísticas. Uma feira de agricultura familiar também será instalada no local.

A assessora técnica da Vigilância Social e Assistencial da SEMDESC (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Cidadania), Débora Lousiana, explica que o governo federal, a partir deste ano, passou a requerer o cadastramento dos beneficiários do BPC também no Cadastro Único - até então era necessário apenas registro no INSS (Instituto Nacional de Seguro Social).

“Além desta mobilização, os CRAS (Centros de Referência de Assistência Social), estão ligando e enviando correspondências para os segurados. Já alcançamos 400 pessoas, mas a meta total são 1500 que caso não sejam recadastrados correm o risco de ter a pensão suspensa”, informou. Para ser atendido é necessário ter em mãos o documento de identificação (RG), CPF e comprovante de residência. A mobilização iniciará os agendamentos a partir das 8h com a previsão de termino às 14h.

AGRICULTURA FAMILIAR

No local serão montadas ainda dez barracas direcionadas a agricultura familiar e venda de artesanato em mais uma edição da Feira Livre da Agricultura Familiar e Economia Solidária. Além de frutas fresquinhas, os visitantes da ação poderão adquirir verduras e legumes produzidos de forma natural e livres de agrotóxicos. A proposta é abrir mercado para esses pequenos produtores e incentivar uma alimentação mais saudável.

Nenhum comentário