ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia investiga se homicida de funcionária do MAP matou outras duas mulheres

Polícia investiga se homicida de funcionária do MAP matou outras duas mulheres
Foto: Alberto Maraux / SSP-BA
O autor do homicídio da recepcionista Marília Matércia Sampaio de Andrade, funcionária terceirizada do grupo MAP, pode ter matado outras duas mulheres. A polícia investiga se João Paulo Castro Moreira também é o responsável pelos assassinatos da comerciante Nadjane Santos de Jesus, em julho, e de uma vítima ainda não identificada na última sexta-feira (29), no Bairro da Paz. As três vítimas tinham sinais de violência sexual e ao menos duas delas foram estranguladas. O local onde foi deixado o corpo da recepcionista Marília, na Estrada CIA-Aeroporto, fica próximo de onde a comerciante Nadjane foi encontrada morta, no dia 9 dejulho. Ela havia sido vista pela última vez na Rua Souto Soares, em Itapuã, quando levava o cachorro de estimação para passear. O corpo foi encontrado horas depois, por volta de 9h30. No caso de Marília, ela teria saído de casa, no mesmo bairro, por volta das 7h para ir ao trabalho. Por volta de 9h, seus familiares foram informados que o corpo dela havia sido encontrado. De acordo com informações do Correio, Nadjane e Marília moravam a 15 minutos de distância uma da outra. João Paulo foi preso em flagrante por homicídio, depois de ter sido encontrado escondido em um imóvel no bairro de Mussurunga. O suspeito é dono de um lava a jato e usou o carro de um cliente, uma Hilux, para abandonar o corpo de Marília na Estrada CIA-Aeroporto.

Fonte:BN

Nenhum comentário