ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ELEIÇÃO 2018: Lula lidera e Bolsonaro se consolida em segundo lugar, diz Datafolha

Foto: Ricardo Stuckert










Nova pesquisa do Instituto Datafolha publicada pelo jornal Folha de S. Paulo neste sábado (2/12) aponta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) subiu nas intenções de voto e se consolida em primeiro lugar para as eleições presidenciais em 2018.
Quem também adquiriu vantagem foi o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que se distanciou dos demais e está em segundo lugar isolado nos diversos cenários analisados pelos pesquisadores.
Em um primeiro cenário, Lula aparece com 36%, Bolsonaro com 18%, Marina Silva (Rede) com 10%, Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) com 7%, Álvaro Dias (Podemos) com 4% e Manuela D’Ávila (PCdoB), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Guilherme Boulos (Sem partido) aparecem todos com 1%. Neste caso, os votos branco, nulo ou nenhum somam 13% e 2% não sabem.
Com João Doria (PSDB) no lugar de Alckmin, Marina Silva oscila positivamente em um ponto percentual. O tucano aparece com 5% das intenções de voto.
Em um cenário sem Lula e com o ex-ministro Joaquim Barbosa (Sem partido), Bolsonaro vai a 21%, Ciro Gomes sobe para 12%, seguido por Alckmin, 11%. Barbosa aparece com 8% das intenções de voto, seguido por Álvaro Dias, que aparece com 6%.
O possível substituto do PT, caso Lula não seja candidato, Fernando Haddad aparece neste cenário com 3% das intenções de voto, tecnicamente empatado com Manuela D’Ávila (2%). Nesta hipótese, o número de brancos, nulos ou nenhum sobe para 28% e 4% não sabem.
Na pesquisa espontânea, quando a intenção de voto é questionada sem apresentação prévia de nomes, Lula aparece com 17% das citações e Bolsonaro com 11%. Todos os outros pontuam 1% ou menos. Não souberam afirmar em que candidato votariam 46% das pessoas e 19% responderam “ninguém”.
Nos cenários de segundo turno, o ex-presidente ganha em todos que participa. Ele ampliou a vantagem em quatro pontos percentuais, em relação à pesquisa feita no fim de sentembro nos possíveis confrontos com Geraldo Alckmin (52% a 33%), Marina Silva (48% a 35%) e Bolsonaro (51% a 33%).
Geraldo Alckmin e Ciro Gomes empatam tecnicamente, com leve vantagem para o tucano (35% a 33%) e Marina ganharia de Bolsonaro (46% a 32%)
O instituto fez 2.765 entrevistas entre 29 e 30 de novembro, em 192 cidades. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Nenhum comentário