ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bandidos se passam por agentes da operação Lava Jato e cometem assaltos no Rio

Bocão News
Atualizado em 25/02/2018 ás 16:00


Em meio às investigações da Lava Jato, uma quadrilha de assaltantes aproveitaram para praticar assaltos se passando por agentes da Polícia Federal. O caso divulgado na coluna do jornalista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, passou a ser investigado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, quando foram descobertos crimes na Zona Sul carioca. 

Segundo o delegado Maurício Mendonça, a tática utilizada pelo grupo é anunciar na portaria dos prédios que eles integram a equipe da Lava Jato e, assim, ter acesso ao interior dos edifícios. De acordo com o jornal Extra, a polícia informou que no último roubo, praticado em um prédio da Rua Cupertino Durão, no Leblon, nesta quinta, os ladrões levaram cerca de R$100 mil, um computador e um celular. 

O delegado vê semelhanças entre esse caso e o assalto praticado em uma casa na Barra da Tijuca. "A atitude desempenhada pelos marginais no assalto do Leblon foi o mesmo utilizado no assalto da Barra da Tijuca. Isso nos leva a crer que há um compartilhamento de informações, além de nos levar a acreditar que alguns bandidos participaram das duas ações criminosas", afirmou Mendonça, em entrevista ao RJTV, da TV Globo.

De acordo com o portal G1, os policiais falsos informaram que buscavam o computador da família e bens, simulando uma busca autorizada pela Justiça. Na revista, eles encontraram algo em torno de R$ 100 mil em dinheiro em notas de dólares e euros, além de um tablet, o computador e óculos de sol. Na saída, eles amarraram o casal. "Pela lei, os agentes devem entregar uma cópia com o teor do mandado", alerta o delegado.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário