ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Temer quer fidelidade de partidos em troca da indicação de sucessores na reforma ministerial


Como critério para as mudanças de cargos na reforma ministerial, o presidente Michel Temer (PMDB) estabeleceu que os ministros que vão deixar o cargo só poderão indicar sucessores que estiverem alinhados com o Palácio do Planalto e com o candidato do governo para o pleito de 2018. De acordo com o G1, a decisão foi tomada após partidos da base sinalizarem que apoiariam outros candidatos, como Geraldo Alckmin, que não assumiu compromisso em defender o governo. Apesar de já ter negado, Temer é apontado como candidato à reeleição por seus auxiliares mais próximos. O presidente decidiu rodar o país visitando estados para mostrar ações do governo, inclusive no Nordeste, onde tem pior avaliação.

Nenhum comentário