ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Facção furta escudo da Rondesp e depois devolve

Da Redação
Atualizado em 06/03/2018 ás 18:55


Foto: Reprodução

Bandidos da facção Comando do Boqueirão (CB), que domina a região do Nordeste de Amaralina, aproveitaram um descuido dos policiais da Rondesp Atlântico durante uma operação na segunda (05) para levar um escudo da PM. Antes do furto, dois foram mortos. Em nota, a corporação explicou que “o escudo foi deixado pela equipe da CIPT/Rondesp Atlântico no momento em que policiais socorreram o resistente, pois a prioridade no momento foi a prestação de socorro. Contudo o material já está com a unidade”.

De acordo com uma fonte do Informe Baiano, os traficantes devolveram o equipamento após os militares cercar a região e intensificar o combate ao tráfico. Com medo, os “bichos” abandonaram o escudo em uma viela e conseguiram, através de um popular, informar a guarnição a localização.

A PM disse que antes do furto, policiais em incursão no final de linha do Vale das Pedrinhas se depararam com vários indivíduos armados, que atiraram. No revide um homem foi atingido e imediatamente socorrido ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde não resistiu aos ferimentos. Com ele os policiais apreenderam uma pistola calibre 380 com quatro munições intactas, 23 pinos de cocaína, um carregador com capacidade para 30 munições calibre 9mm, contendo três delas intactas; um relógio e R$ 7,00.

Após essa ocorrência, ainda na madrugada de segunda, houve um pedido via Centro Integrado de Comunicações (Cicom) sobre homens armados efetuando disparos de arma de fogo para o alto na região do Nordeste e fazendo ameaças à população. Com este chamado as guarnições da CIPT retornaram ao Vale das Pedrinhas e houve um novo confronto entre criminosos e os policiais militares, resultando em outro homem atingido, que foi socorrido para o HGE, onde não resistiu. Com ele a PM apreendeu um revólver calibre 38 com seis munições, 260 pedras de crack, um relógio e um celular.

As duas ocorrências foram registradas na Corregedoria da Polícia Militar.

Nenhum comentário