ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Acusado de estuprar e matar menina que foi encontrada em saco plástico é preso

Da Redação
Atualizado em 21/06/2018 ás 14:15
Foto:Reprodução
Policiais da Delegacia de Homicídios (DH), de Feira de Santana, cumpriram o mandado de prisão preventiva de Gilmar Dantas dos Santos, na madrugada desta terça-feira (19), no bairro Jardim Cruzeiro, naquela cidade. Ele é acusado da morte da adolescente Bruna Santana Mendes, que teve o corpo encontrado em um terreno baldio, após desaparecer ao sair de um shopping, em fevereiro deste ano. Segundo o delegado titular da DH / Feira, Fabrício Linard, durante as investigações, e após perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT), foi comprovado que Gilmar é o autor do homicídio.

“A vítima foi vista pela última vez com ele em frente à sua casa. Ele a atraiu para dentro do imóvel quando ela pediu para fazer uma ligação para familiares, alegando que o sinal de telefone estava melhor. Em seguida, ele tentou estuprá-la, ela resistiu e houve luta corporal”.
Ainda de acordo com o delegado, depois de estrangular a adolescente, Gilmar levou o corpo da garota em um saco para o terreno baldio, onde o abandonou. As investigações revelaram que ele já responde por mais dois estupros, no município de Conceição do Jacuípe.

Perícia DPT

Para determinar autoria e estabelecer a dinâmica dos acontecimentos no caso da morte da adolescente Bruna Santana, o DPT realizou perícias em diversas áreas. “Foram feitos exames no veículo, no local onde corpo foi encontrado, nas vestes e no corpo da vítima”, pontuou o coordenador da Coordenadoria Regional de Polícia Técnica de Feira de Santana, Celso Danilo Vilas Boas. As perícias possibilitaram identificar a causa da morte da vítima, a identificação do corpo através das impressões digitais e a determinação de autoria por meio do exame de DNA. “Vestígios encontrados nas unhas de Bruna foram confrontado com o material biológico colhido do agressor”, detalhou o perito. “O sucesso deste caso deve ser atribuído ao trabalho integrado das polícias, começando pelas equipes de campo que garantiram coletas qualificadas, o que possibilitou os resultados obtidos em laboratório”, finalizou Celso Danilo.

Nenhum comentário