ÚLTIMAS NOTÍCIAS

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Municípios debatem em Lauro de Freitas criação da rede de ações para educação integral


Representantes dos municípios de São Francisco do Conde, Catu, Pojuca, Dom Macedo Costa, Jequié e Lauro de Freitas se reuniram na tarde desta segunda-feira (22), no Terminal Turístico Mãe Mirinha em Portão, para trocar experiências e propor ações para a educação básica de tempo integral integrada. O encontro foi mediado pela historiadora e diretora da Fundação SM, Maria do Pilar Lacerda, que apresentou diretrizes para a construção dos projetos pedagógicos.

De acordo com o secretário de Educação de Lauro de Freitas (Semed), idealizador do encontro, Paulo Gabriel Nacif, a proposta é criar uma rede entre os gestores e elaborar projetos adaptados às realidades nas quais serão inseridos com direcionamentos político-pedagógicos contemporâneos. “Todos os municípios que estão participando já executam a educação integral. Acreditamos que essa é a forma de dar sentido a escola com aprendizagens significativas”, disse Nacif.

Maria do Pilar destacou alguns desafios comuns entre os municípios na implementação de políticas de educação integral. “O primeiro desafio é a intersetorialidade. O segundo desafio é romper com a concepção do contraturno e o terceiro desafio é o do mapeamento: derrubar os muros da escola, sair com o grupo de professores para mapear o território – a igreja, o campo de futebol, o terreiro de candomblé – e ver que potenciais existem ali. Quando a escola se abre, a comunidade se une para facilitar essa abertura”, pontuou.

Em Lauro de Freitas, o conceito “Cidade Educadora”, lançado no início da terceira gestão da prefeita Moema Gramacho, trouxe ideias inovadoras para a educação básica de tempo integral destacando a escola como espaço comunitário e a cidade como espaço educador. A proposta atua em espaços da diversidade e adota a transversalidade em que todas as áreas das políticas públicas da saúde, esporte, políticas para mulheres, idosos e juventude, cultura, infraestrutura e saneamento estejam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário