ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Capacitação orienta profissionais de saúde para o uso do Sisloglab


Enfermeiros e gerentes das Unidades de Saúde da Família (USF) de Lauro de Freitas participaram nesta terça-feira (23), da capacitação sobre o uso do SISLOGLAB (Sistema de Controle Logístico de Insumos Laboratoriais). A ação, realizada no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (Sesa), apresentou aos participantes a padronização das informações que são geradas no sistema, além da importância desses relatórios para assegurar a cobertura de testes rápidos na rede pública de saúde.

Para o coordenador do Programa Municipal IST/HIVAIDS e Hepatites Virais da Sesa, Franklin Silva, “a realização do treinamento permitiu aos participantes adquirir conhecimentos sobre a padronização do processo de análise e levantamento das necessidades de insumos estratégicos, a manutenção do padrão de qualidade das informações, consolidadas nos relatórios gerenciais encaminhados ao Programa que servem de base para identificar as necessidades de ressuprimento de testagem rápida”, explicou.

De acordo com Franklin Silva, cada teste rápido utilizado na rede municipal precisa ser informado no sistema. Este procedimento é essencial para o estado visualizar e controlar o estoque para não deixar faltar o suporte nas unidades de saúde, tendo em vista que a utilização de testes rápidos para a detecção de HIV, hepatites virais e sífilis deve ser intensificado. “Em Lauro de Freitas, até o final deste ano, todas as USF enviarão estas informações direto de um terminal na própria unidade. Atualmente esse controle é realizado apenas pelo Programa”, explicou. 

A capacitação, ministrada pelo enfermeiro Thiago Jordão, da Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica, integra as ações da campanha Julho Amarelo que intensifica ações de conscientização e o combate as hepatites virais realizadas em todo o país. Até o final deste mês nas USFs e também através de ações itinerantes executadas nas Unidades de Atendimento Móveis que levarão orientações, testes rápidos para HIV, Sífilis e Hepatites B e C. 

Nenhum comentário