ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Encontro discute direitos humanos e diversidade na Educação Básica

Por: ASCOM - SEMED Secretaria Municipal de Educação

 
Foto:Lucas Lins

A Secretaria Municipal de Educação de Lauro de Freitas (Semed), por meio da Coordenação Básica, fez parceria com o Grupo de Pesquisa Educação Inclusiva e Diversidade (Educid), da Universidade Estadual da Bahia (Uneb), na promoção do II Encontro de Educação Inclusiva e Diversidade. O evento, cujo tema central foi Direitos Humanos e Diversidade na Educação Básica, ocorreu nesta terça-feira (24), na Unime, instituição que também apoia a realização. 

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Educação Especial da Semed, Fátima Valle, o evento promoveu troca de experiências entre os gestores e educadores da rede municipal e os pesquisadores da Uneb e da Unime. “Ampliamos nossas discussões sobre educação inclusiva, o que nos ajuda a compreender melhor as especificidades da educação especial e importância da construção de processos inclusivos para o desenvolvimento cognitivo desses educandos”. 

Atualmente, na rede municipal de ensino de Lauro de Freitas, estão matriculadas 848 Pessoas com Deficiências, em diferentes níveis de ensino. Além dos mais de 260 cuidadores que colaboram com os professores nos processos educacionais desses alunos, a rede oferece 11 salas de recursos multifuncionais, que têm a função de complementar e suplementar as atividades desenvolvidas em sala de aula. 

Neste ano, a prefeita Moema Gramacho contemplou os educadores que atuam nestas unidades com adicional de 15% escalonado em três parcelas de 5%: setembro deste ano, setembro de 2020 e setembro de 2021. Em 2018, os profissionais receberam um adicional de 15%.

Programação – Durante os dois turnos, os participantes do evento discutiram sobre a Lei Brasileira da Inclusão, o papel da família na construção de uma educação inclusiva, além do tópico direito e aprendizagem: diálogos contemporâneos. Como explica uma das coordenadoras do evento, a professora pós-doutora da Uneb, Claudia Paranhos, estas discussões são pertinentes para que professores especializados em Educação Especial conheçam seus direitos bem como as definições de suas funções, podendo criar metodologias eficazes no processo de inclusão das PcD.

Claudia também destaca que o encontro teve o propósito de divulgar resultados de pesquisas do Educid e práticas pedagógicas dos profissionais do Ensino Básico. O evento correspondeu a um momento preparatório do VI Congresso Baiano de Educação Inclusiva (CBEI) e do IV Simpósio Brasileiro de Educação Especial, que ocorrerá em Salvador, em 2020.

Nenhum comentário