ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Busca Ativa de Lauro de Freitas avança na identificação de alunos fora da escola


A desistência de frequentar a sala de aula foi uma realidade que ficou no passado de Bruna Oliveira, 16 anos, aluna resgatada pelo Busca Ativa Escolar em Lauro de Freitas. Exemplo de trajetória de sucesso, Bruna faz parte dos 222 estudantes cadastrados no programa desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para combater a evasão escolar. O município aderiu ao Busca Ativa no ano passado. 

“Fiquei fora da escola devido a minha mudança para a cidade. Até que o pessoal do Busca Ativa soube do meu caso e me incentivou a voltar”, contou Bruna que passou cerca de quatro meses sem frequentar a escola no ano passado. A estudante foi inserida, inicialmente, na campanha “Fora da Escola Não Pode”, e devido ao seu progresso, agora faz parte da estratégia “Trajetória de Sucesso Escolar” do UNICEF. 

Bruna havia deixado a sala de aula após se mudar de Camaçari para Lauro de Freitas. Estudante da Escola Municipal Solange Coelho, no bairro de Itinga, a aluna foi matriculada na Educação de Jovens e Adultos (EJA) e em 2020 vai cursar o 8º e 9º da modalidade. De acordo com Raquel Ribeiro, coordenadora do Busca Ativa Escolar de Lauro de Freitas, os alunos identificados pelo programa são acompanhados durante um ano. 

“O UNICEF estabeleceu a meta de resgatar 30% do número de estudantes que abandonaram a sala de aula. Na Rede Municipal de Ensino temos o dado de 1.732 alunos evadidos. Desse número, já identificamos e cadastramos 222”, relatou Raquel. A Busca Ativa no município é gerida pela Secretaria Municipal de Educação (SEMED), em cooperação com as secretarias de Saúde (SESA), Desenvolvimento Social e Cidadania (SEMDESC) e Juventude, Igualdade Racial e Políticas Afirmativas (SEJU). 

Taxa de abandono

A taxa de abandono de Lauro de Freitas (1,9%), considerando o total dos anos iniciais e finais (5º ao 9º), está entre as mais baixas da Bahia, segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A cidade do estado com maior taxa de evasão apresenta 31,2%. Os dados de rendimento foram coletados pelo último Censo Escolar em 2018.

Diferente do caso de Bruna, estão entre os principais motivos para desistência de frequentar a sala de aula: bullying, que lidera as causas, falta de atrativo na escola, violência doméstica, gravidez na adolescência e outras questões sociais. Os casos acompanhados pelo Busca Ativa de Lauro de Freitas passam pelos profissionais da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente da SEMED. 

Vaga Escolar 

Uma das principais atribuições da Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente é garantir a vaga escolar. Em 2020, a Rede Municipal de Ensino disponibilizou mais de 31 mil vagas nas modalidades da Educação Básica. 25.343 estudantes já estão matriculados. A Rede ainda dispõe de 6 mil vagas. 

A administração municipal de Lauro de Freitas é responsável pela educação até o ensino fundamental II. Para ampliar as ações do programa Busca Ativa, o comitê gestor conta com a colaboração da população através do WhatsApp (71) 99900-1319 ou e-mail (buscaativalauradefreitas@gmail.com).

Jornalista Laerte Santana
Foto Laerte Santana

Nenhum comentário