DESTAQUE

domingo, 13 de junho de 2021

G7 anuncia doação de 1 bilhão de doses de vacina a países pobres


O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou neste domingo (13/6) que o G7 (grupo dos países mais industrializados do mundo) doará 1 bilhão de doses de vacinas para países mais pobres diretamente ou através do consórcio Covax Facility.

"Há uma semana, pedi a meus colegas que ajudassem a preparar e fornecer as doses que precisamos para vacinar o mundo inteiro até o final de 2022", disse Johnson durante entrevista coletiva.

"Estou muito satisfeito em anunciar que os líderes prometeram mais de 1 bilhão de doses, diretamente ou através do financiamento da Covax. Isso inclui 100 milhões do Reino Unido aos países mais pobres do mundo, que é outro grande passo."

A iniciativa consta no comunicado final da cúpula do G7. No documento, o grupo se compromete a "acabar com a pandemia e se preparar para o futuro conduzindo um esforço internacional intensificado, começando imediatamente, para vacinar o mundo, obtendo o máximo de vacinas seguras para o maior número de pessoas o mais rapidamente possível".

A decisão já era esperada desde sexta-feira (11), quando Boris Johnson estipulou a meta antes do início das conversas. O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, já havia antecipado que o país iria colaborar com uma doação de 500 milhões de doses da Pfizer, enquanto Johnson adiantou que o Reino Unido contribuiria com pelo menos 100 milhões de vacinas.

Os líderes do G7 não informaram sobre o montante de doses que receberá cada país. Há, ainda, a possibilidade de que as doações passem de 1 bilhão, a depender da necessidade de aplicação de possíveis doses de reforço.