DESTAQUE

sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Pressionado pela alta dos combustíveis, Bolsonaro fala em mudar política da Petrobras e mercado internacional reage mal

 Creditos da foto: Agência Brasil


As ações da Petrobras caíram no mercado internacional após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falar, durante sua tradicional live, sobre uma possível mudança na política de preços da estatal. Na bolsa de Nova York, as ações caíram 3,8% após o fechamento do chamado pregão regular.

Na transmissão, na quinta-feira (28/10), o chefe do Executivo disse que a Petrobras teria um viés social. "Ninguém vai quebrar contrato, ninguém vai quebrar nada. Falei para o Paulo Guedes botar a Petrobras no radar de uma possível privatização, se é uma empresa que exerce o monopólio, ela tem que ter o seu viés social no bom sentido”.

“Ninguém quer o dinheiro da Petrobras para nada, queremos que a Petrobras não seja deficitária, obviamente, invista também em gás, não apenas em outras áreas. Então, a gente quer uma Petrobras voltada para isso, mas carecemos de mudança de legislação, que passa pelo Parlamento", completou Bolsonaro, sobre o assunto.

A política da empresa tem se tornado alvo de várias críticas no Brasil por conta dos sucessivos aumentos de preços dos combustíveis e gás de cozinha.

“A Petrobras é obrigada a aumentar o preço porque ela tem que seguir a legislação, e nós estamos tentando aqui buscar maneiras de mudar a lei nesse sentido, porque não é justo viver em país que paga tudo em Real, é um país praticamente autossuficiente em petróleo e tem o preço do seu combustível aqui atrelado ao dólar. Realmente ninguém entende isso”, completou o presidente, na live.