ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura de Salvador interdita 56 bares em duas semanas de reabertura

 

Foto: Divulgação/ Secom

A prefeitura de Salvador interditou 61 bares e restaurantes em duas semanas de reabertura dos estabelecimentos para atendimento presencial, devido a descumprimentos dos protocolos de funcionamento destes espaços durante a pandemia de Covid-19. 

De acordo com balanço divulgado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), a fiscalização já determinou o fechamento de 56 bares, três restaurantes e duas lanchonetes desde o dia 10, quando teve início da fase dois da retomada, até domingo (23).

Formam o pódio de localidades com mais estabelecimentos fechados os bairros de São Marcos (13), Barris (10) e Rio Vermelho (7). Completam a lista Barra (6), Imbuí (5), Nazaré (4), Itaigara (2), Rio Sena (2), Nova Constituinte (2), Tancredo Neves (2), Santo Antônio (2), Pituba (2), Ribeira (1), Cabula (1), Sussuarana (1) e Colinas de Periperi (1).

Segundo a Sedur, as operações são feitas diariamente em toda a cidade e costumam ser intensificadas aos finais de semana, quando há maior fluxo de pessoas. Só de sexta-feira (21) até domingo (23), foram feitas 1.707 vistorias, que resultaram em 15 interdições e seis alvarás cassados. As ações contam com apoio da Guarda Civil Municipal e Polícia Militar.

FASES

Os bares, restaurantes e lanchonetes, assim como academias de ginástica, barbearias, salões de beleza, galerias de arte e centros culturais puderam retomar as atividades presenciais desde o dia 10 passado, mediante protocolos de segurança para evitar o contágio e disseminação do coronavírus. 

Vale lembrar que, há um mês, Salvador entrou na primeira fase do plano de retomada das atividades econômicas e sociais, que contemplou a reabertura de shoppings centers e centros comerciais, lojas de rua acima de 200 metros quadrados, bem como definiu novas regras de capacidade de ocupação aos templos religiosos e eventos em sistema drive-in.

Consequentemente, os espaços que reabriram as portas com as fases um e dois têm sido alvos de fiscalização. Contando do dia 24 de julho, quando começou a fase um, até agora, a força-tarefa soma 19.961 vistorias e 76 interdições.

“No geral, os estabelecimentos que fazem parte das duas fases do plano da retomada das atividades têm respondido positivamente, no que diz respeito à obediência dos protocolos. O número de interdições é expressivo, mas, se considerarmos a quantidade de estabelecimentos envolvidos, não há peso”, avalia o titular da Sedur, Sérgio Guanabara.

Segundo levantamento do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (SHRBS), atualmente cerca de 4,2 mil bares e restaurantes estão funcionando na capital baiana, o que representa 70% dos seis mil espaços filiados à entidade.

Nenhum comentário