ÚLTIMAS NOTÍCIAS

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

“Operação Reditus” amplia busca por desaparecidos


Com 799 ocorrências de pessoas desaparecidas registradas na Bahia no primeiro semestre de 2021, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Pessoa (DPP), em parceria com o Departamento de Polícia Técnica (DPT), inicia, na quinta-feira (26/08), a Operação Reditus, com o objetivo de ampliar o atendimento à população na busca por desaparecidos.

As ações vão acontecer nos dias 26, 27 e 30 de agosto. O atendimento ao público será realizado entre às 8h e 17h, no ônibus da PC, que funciona como uma delegacia móvel e ficará estacionado em frente ao Prédio-Sede da Instituição, na Piedade.

Além de registrar ocorrências de desaparecidos em Salvador, o cidadão vai poder tirar dúvidas de como proceder nesses casos. “Todos os boletins formalizados terão fotos das pessoas divulgadas nas redes sociais da DPP”, informou a titular da unidade, delegada Jussara Andrade, enfatizando que não é necessário aguardar o prazo de 24 horas para noticiar um desaparecimento. “Quanto mais rápido iniciar a busca, maiores as possibilidades de localização”, ressaltou.

Dezenas de servidores entre delegados, investigadores e escrivães estarão disponíveis para atendimento ao público. Equipes dos departamentos de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Polícia Metropolitana (Depom), de Polícia do Interior (Depin), de Inteligência Policial (DIP) e do Departamento Médico da Polícia Civil (Demep) vão participar da operação.

Os policiais vão auxiliar as pessoas nos casos de desaparecimentos fora da capital, informando qual delegacia deve procurar para registrar um boletim de ocorrência, além de prestar o apoio necessário aos familiares e reforçar as ações de busca em Salvador, Região Metropolitana (RMS) e no interior do estado.

Cadastramento

Durante a ação, o DPT vai cadastrar famílias de pessoas desaparecidas e, posteriormente, coletar amostras de material genético para processamento e inclusão no Banco de Perfis, no Laboratório Central de Polícia Técnica.

O processo visa compatibilizar as informações aos perfis antropológicos das ossadas que já deram entrada no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR). Os familiares passarão por uma entrevista para fornecer os dados do desaparecido.

Das 799 ocorrências de desaparecidos registradas no primeiro semestre deste ano, 243 pessoas foram localizadas. “A Operação Reditus vai ajudar no aumento deste número. Além da ação, que faz parte do calendário anual de operações da Polícia Civil, a população pode contar também com outras ferramentas na busca pelos entes queridos, como o WhatsApp da DPP, no número 71 99631-6538, o perfil no Instagran @desaparecidospcba, a fan Page que mantemos no Facebook e o Disque Denúncia, no telefone 181”, destacou a delegada Jussara Andrade, titular da DPP.