AGORA EM LAURO

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Apresentado no Bahia, Enderson promete mudanças: 'Temos como melhorar tudo'

Fotos: Bruno Queiroz / EC Bahia

Apresentado na noite desta segunda-feira (27) no Bahia, o técnico Enderson Moreira prometeu mudanças na equipe. Ele, que chega para a vaga de Guto Ferreira, já estará na beira do gramado nesta terça (28), para comandar o Esquadrão diante do Brusque, às 19h, em Santa Catarina.

"Temos como melhorar tudo em uma equipe. Sei que onde ele [Guto] passa tem um trabalho já desenvolvido. É tentarmos fazer a equipe crescer de uma maneira geral, tanto no aspecto ofensivo quanto defensivo", afirmou, em entrevista coletiva.

Para esse jogo contra o Brusque, contudo, a tendência é que as coisas não mudem tanto assim, em virtude do tempo de preparação. Enderson comandou seu primeiro e único treino para a partida nesta segunda.

"Naturalmente alguma coisa vai ser diferente e muita coisa vai ser mantida, porque o tempo é muito curto. Estou no processo de conhecer os atletas. Vai ser uma coisa gradativa. Não temos a expectativa de que amanhã vai sair tudo do jeito que eu penso, mas espero um processo de algumas situações. Ter uma equipe que busque o triunfo, com qualidade, com inteligência, com bom nível de competitividade", projetou.

O profissional chega para sua segunda passagem pelo Bahia. A primeira ocorreu entre 2018 e 2019, quando Enderson comandou o time em 59 partidas, com 22 triunfos, 19 empates, 18 derrotas - um aproveitamento de 48%.

"Na primeira passagem tivemos momentos muito bons e outros não tão bons. Me lembro muito bem. No Brasileiro estávamos na 18ª posição, era um desafio que tínhamos pela frente na Série A. No final, conseguimos. Tivemos coisas que poderiam ser melhores. O início de 2019 foi de muitos jogos, pouco tempo de preparação. Coisa que é normal, não é nada excepcional. A expectativa é que possamos fazer um trabalho melhor, entregar uma performance boa", relembrou o comandante.

Enderson vem de uma campanha excelente com o Botafogo na Série B do ano passado, na qual ele tirou o time da 14ª colocação e levou ao título. À época, o diretor de futebol do Glorioso era Eduardo Freeland, que hoje está no Bahia. O técnico falou sobre essa relação durante a coletiva.

"Eu tive o prazer de conhecer Freeland no ano passado. Temos uma coincidência grande de ideias, pensamos muita coisa parecida sobre futebol. Isso é muito importante porque encurta muito o caminho, essas discussões. Isso favorece muito", comemorou.

Outro ponto abordado foi o desempenho de Marco Antônio, que teve sucesso no Botafogo em 2021, mas ainda não conseguiu repetir as boas atuações no Bahia em 2022.

"Realmente ele foi um jogo muito importante no Botafogo no ano passado. Amadureceu muito nas questões de inteligência de jogo, de entender o que fazer em cada situação. Teve uma participação efetiva jogando tanto pelo lado direito, esquerdo, assim como centralizado. É um jogador que pode fazer essas três funções com muita qualidade", ponderou o treinador.