AGORA EM LAURO

domingo, 14 de agosto de 2022

Mulher denuncia racismo em shopping: 'Preto tem que morrer'

Foto: Reprodução / Metrópoles

Uma mulher de 55 anos denuncia ter sido vítima de racismo dentro de um shopping em Santos, no litoral de São Paulo. O caso foi testemunhado pela filha dela e outros clientes e funcionários, na noite de sexta (12), que estavam na loja. A acusada acabou presa em flagrante por discriminação.

Segundo Laila dos Santos, 35 anos, filha da vítima, o crime aconteceu na loja Riachuelo, no Shopping Praiamar. Na ocasião, ela e sua mãe compravam presentes para o Dia dos Pais, quando foram surpreendidas por uma mulher apontando o dedo para sua mãe. Ela teria dito: “Preto tem que morrer”.

Ao G1, Laila disse que, logo após as falas racistas, a mulher tentou reverter a situação e sair dali. “Chamei os seguranças do shopping para proibir a saída dela. Até o primeiro momento, o pessoal do shopping queria que a gente não filmasse, porque eles não queriam expor a situação e ainda que a gente fosse para uma sala privada. Parece que a gente estava errado. É algo que não dá para acreditar”, contou.

A Polícia Militar foi acionada. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a mulher acabou presa por praticar discriminação e foi encaminhada à Central de Polícia Judiciária de Santos, que investiga o caso. As informações são do portal Metrópoles.